• Karina
Verified ID
  • Email Address
    Verified
  • Phone Number
    ▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒ 29
  • Facebook
    4415 Friends
  • Reviewed
    175 Reviews
  • Offline ID
    Driver License
About Me
School
Colégio Marista São Luís, none cause i hate school, Universidade Federal de Pernambuco
Work
SEFAZ, Casa das artes café bistrô.
Karina's Airbnb Symbol

Visit create.airbnb.com »

Karina

Hey, I’m Karina!

Recife, Pernambuco, Brazil · Member since April 2011
Report this user
You have reported this user. Undo?

A casa tem 06 quartos todos mobiliados com home office, área de serviço, terraço com rede, wi-fi, sala de tv, tudo isto prestando um atendimento acolhedor e receptivo.
Não temos recepção 24 horas, então combine com antecedência o horário de chegada.
Aqui você pode alugar uma cama em quarto quadruplo, duplo ou privativo, tudo depende da disponibilidade da casa no período (website hidden) já vi as meninas misses da Lituânia, dancei tango na Argentina, vi as cores do mercado de Marrakesh, recebi flores na Tunísia, já velejei pelo Nilo, dormir no deserto na Jordânia,desfrutei o pão com sorvete em Palermo, curti uma paixão em Florença, chorei em Berlin, corri dos mulçumanos em Paris, dancei salsa em Cuba (e também em Budapeste e Bangkok) ofertei doces em templos hindus.Dancei perto da fogueira na Estônia, vi um filme sobre o chorinho carioca em plena Polônia. Fui deportada da Romênia , me perdi em uma noite escura na Grécia, fui roubada no Peru e na China. Me associei á fundação Che na Bolívia, andei de bicicleta pelas calçadas do Japão,peguei carona na Bahia, quase morri de um salto de pára-quedas e de 01 acidente de carro também.Perdi voos na: Noruega, Bélgica, Itália,cantei Luis Gonzaga no meio das ruas Suecas , tive um namorado judeu nos Estados Unidos, fui de bobi ao cinema na Escócia, enfrentei um temporal na Bulgária, mirei as montanhas da Transilvânia, passeio horas a fio nos aeroportos de Londres, já comi as frutas secas de Istambul.
Dancei flamenco na Espanha, me cortei nas roseiras da Austrália, traduzir as letras do sepultura na Nova Zelândia, quase ia matando um devoto Hare Krisna em Nova Gokula, corri atrás de ladrões armados, aprendi Tai chi com um mestre tibetano na Índia, brechei a menina muçulmana orando em seu quarto, dormir ao relento a caminho de Machu Picchu, escutei Tiririca em Portugal.Enfrentei o trânsito de Jacarta, desfrutei o pôr do sol em Bali, dormir em plena praia em Sentosa, andei pelas copas da árvores na Costa Rica,tomei café em uma livraria de Caracas, depilei minhas pernas no aeroporto do México.Acampei na minha própria casa ( estava hospedando mais de 40 pessoas na mesma) fiz “rafting” no Chile, senti a brisa do mar e acordei com o canto dos pássaros em uma rede na Colômbia, dancei nas ruas escuras de Riga. Andei nos túneis subterrâneos em Saigon,tive meu passaporte roubado na Malásia e em Israel, fiz amizade com um monge budista no Vietnam, já tive a vista de Halon bay , fiz massagem com cegos no Camboja, dormir no hotel fantasma em Laos. Fiquei 21 dias detida na Síria.Quis ser tantas coisas que já perdi as contas, mas aprendi que mais importante que ler 1 milhão de livros é escrever uma única linha, vamos libertar as aspas dos nossos perfis !O que levamos dessa vida são as experiências vividas e o RESTO ( que infelizmente acaba ocupando a maior parte do nosso IRREVERSÍVEL tempo)permanece estático pesando em nossas asas, impedindo que a gente possa alcançar voos mais altos.
Desculpem meus amigos budistas, gosto mesmo da inquietude, do desejo,da entrega e da luta mesmo que isso leve ao sofrimento, todavia sou grata pelo equilíbrio oferecido.
Esse blá, blá, blá apenas diz o que eu vivi e não explica quem realmente eu sou,mas quem eu sou pode ser refletido nas minha ações e nas minhas escolhas é lá que estarei.
E no mais, não me ofereçam tesouros e nem os cérebros dos sábios, quero mesmo é provar todos os sabores desse grande sorvete que é a vida.